TCE: Presidente é reeleito ao cargo para biênio 2018/2019

Na sessão desta quinta-feira, 5, o Pleno do Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO) reelegeu o conselheiro Edilson de Sousa Silva como presidente para o biênio 2018/19. A recondução ao cargo se deu por unanimidade.

Também foram eleitos, de forma unânime, para o biênio 2018/2019, os conselheiros Valdivino Crispim de Souza como vice-presidente; Paulo Curi Neto, corregedor-geral; Benedito Antônio Alves, presidente da 1ª Câmara; José Euler Potyguara Pereira de Mello, presidente da 2ª Câmara; Francisco Carvalho da Silva, ouvidor; e Wilber Carlos dos Santos Coimbra, presidente da Escola Superior de Contas.

Ainda na mesma sessão foram eleitas as composições das Câmaras Plenárias do Tribunal de Contas para o biênio 2018/19, ficando a 1ª Câmara integrada pelos conselheiros Valdivino Crispim e Wilber Coimbra, além do presidente Benedito Alves. Já a 2ª Câmara, presidida pelo conselheiro José Euler, contará com os conselheiros Francisco Carvalho e Paulo Curi.

Disciplinada pela Lei Orgânica e pelo Regimento Interno do TCE, a eleição foi realizada ao fim da sessão plenária desta quinta-feira, com os conselheiros votando, em escrutínio secreto, de acordo com sua antiguidade no Colegiado.

Ainda de acordo com o Regimento Interno, o exercício dos cargos começa a partir de 1º de janeiro de 2018, prolongando-se até 31 de dezembro de 2019. A posse ocorrerá em dezembro, em sessão especial do Pleno, no auditório do TCE rondoniense.

Pronunciamentos

Encerrada a eleição, os pronunciamentos buscaram enfatizar o trabalho e os avanços institucionais conquistados ao longo da atual gestão do presidente Edilson de Sousa, enfatizando-se, entre outros pontos, a competência, o arrojo e a dedicação da Alta Direção na administração e condução dos destinos do Tribunal de Contas durante o mandato, que encerra em 31 de dezembro/2017.

Já o conselheiro presidente, ao agradecer o apoio e a confiança depositada pelos Pares com a recondução ao cargo, citou o envolvimento dos membros, bem como a união e o empenho efetivados junto aos servidores e todos que integram a Família TCE, fatores, segundo ele, essenciais para que a Corte de Contas rondoniense ratificasse sua condição de referência em âmbito nacional.

Conclamou ainda todos a redobrarem a disposição e o empenho para, no novo mandato a iniciar-se em 1º de janeiro de 2018, enfrentar os desafios que virão, com foco primordialmente no fortalecimento de uma instituição que, tendo em vista sua missão constitucional, atenda a sociedade dentro do que esta almeja, que é um serviço público de qualidade.

FonteAssessoria